Precisamos conversar sobre segurança em plataformas de e-commerce!

A segurança em plataformas de e-commerce é pauta de discussão entre os empreendedores, uma vez que os crimes cibernéticos se proliferam em proporções significativas dia após dia.

No ano passado, mais de 42 milhões de brasileiros foram afetados por esse tipo de delito. E não para por aí, já que a estimativa para 2017 é a de ocorrências ainda maiores — quase 60%. Então como proteger a loja virtual dos possíveis ataques?

Neste artigo vamos destacar alguns pontos essenciais sobre a necessidade de proteção nas lojas online. Quer aprender mais sobre o assunto? Então continue a leitura do post!

Por que você deve ser preocupar com a segurança do e-commerce?

A internet mudou completamente o comportamento do consumidor. Hoje, devido à praticidade, as pessoas podem comprar sem sair de casa, e isso tem sido altamente rentável para aqueles que apostam nesse tipo de transação comercial.

De fato o faturamento surpreende, pois as empresas estão se adequando e o público também tem se habituado a isso, visto que a resistência encontrada há alguns anos já não é tão presente nos dias atuais.

Mas o lojista não deve baixar a guarda, confiando apenas nesse fluxo “natural”, porque apesar do hábito, as pessoas estão mais exigentes — até porque não é nada confortável entregar nossos dados pessoais a um desconhecido.

Vale acrescentar que o oportunismo caminha lado a lado com essa expansão, portanto, garantir a segurança em plataformas de e-commerce é uma forma de evitar prejuízos e avançar posições entre a concorrência.

Quais são os riscos?

Os criminosos estão sempre à espreita: eles também estão de olho no crescimento das vendas online e buscam tirar vantagem disso. Portanto, os cuidados devem ser redobrados, pois nenhum empreendedor quer se ver em posição de vulnerabilidade.

Hoje em dia existem programas maliciosos — denominados “malwares” —, usados para alterar layout, preços, dados dos site e produtos, além de roubar informações fornecidas pelos clientes.

Por que escolher a plataforma de segurança é importante?

Os ataques podem gerar queda nas vendas e ainda aumentar a desconfiança do consumidor em relação à loja virtual. Contudo, reforçar a segurança sem se atentar para as condições do sistema também não é o melhor jeito de fechar as brechas.

Nesse ponto você deve estabelecer critérios, levando em consideração o seu tipo de loja virtual. No modelo open source, por exemplo, a contratação desse tipo de solução acaba sendo mais cara em relação ao tipo Software as a Service (SaaS), que já disponibiliza uma estrutura consistente para o lojista.

Porém, independentemente disso, é fundamental dar prioridade aos sistemas 100% na nuvem, pois são mais seguros e, em determinados casos, seguem padrões rigorosos de qualidade.

Além disso, é importante encontrar um formato que permita a integração de outros recursos, necessários para a otimização dos processos nas lojas virtuais.

Por que os certificados de segurança são importantes?

Qualquer empresa que lida com os dados pessoais dos clientes precisa investir em certificados de segurança, porque eles criptografam as informações e isso impede que terceiros tenha acesso a elas. Confira os tipos essenciais:

Certificado digital SSL

É obrigatório. Nesse formato, você encontra o SSL simples (Criptografa e protege), SSL EV (valida as informações, além de criptografar e defender o conteúdo) e SSL Wildcard (indicado para vários subdomínios).

Blindagem de sites

Esses certificados rastreiam a vulnerabilidade e protegem os sites.

WAF (Web Application Firewall)

Age de maneira proativa no que tange à proteção dos dados.

A segurança em plataformas de e-commerce é fundamental, pois além de ser uma obrigação do lojista, também é uma forma de manter a saúde financeira em dia e a vantagem competitiva a todo vapor.

Agora que você está por dentro do assunto, que tal descobrir os benefícios relacionados à migração da plataforma de e-commerce? Confira!

Deixe um comentárioLeave a Reply


O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *